Os Faróis de Gondor

Escrito por Glorfindel. Publicado em Locais & Construções

No Senhor dos Anéis, aquando da marcha dos Rohirrim para Minas Tirith são referidos os 7 faróis que servem de meio de comunicação. Por ordem, de oeste para este, na mesma ordem que os cavaleiros Rohirrim os encontraram no seu caminho os seus nomes são Halfirien, Calenhad, Minrimmon, Erelas, Nardol, Eilenach e Amon-Din.

Eles serviam principalmente como forma de comunicação em caso de urgência, entre Gondor e Rohan, e neles eram mantidos mensageiros e mudas de cavalos.

Embora se dê a entender que eles foram construidos como comunicação entre Gondor e Rohan, na verdade não é assim. Eles já existiam antes como forma de comunicação entre o sul de Gondor e Calenardhon. Os três faróis mais antigos (Amon-Din, Eilenach e Minrimmon) foram provavelmente construidos depois da perda da palantír principal de Osgiliath em 1437 T.E. depois da luta de famílias. Depois com a perda da pedra de Minas Ithil em 2002 T.E. e o desuso de Orthanc, as capacidades de comunicação ficaram muito limitadas e os faróis fariam sentido.

Amon-Din, o monte do silêncio, ficava entre a floresta Druadan e o bosque cinzento. Originalmente era uma guarda avançada de Minas Tirith de onde se poderia vigiar a passagem para Ithilien do norte vinda de dagorlad e qualquer tentativa de cruzar o rio em Cair Andros.

Eilenach, era o ponto mais alto da floresta Druadan. Nao era adequado a um grande farol já que tinha pouco espaço no seu topo.

Nardol, o topo de fogo, fazia originalmente parte da floresta Druadan mas com o trabalho de madeireiros estava bastante desolado. Era ideal para um grande fogo que podia ser visto, numa noite limpida, ate cerca de 190 km de distancia, no ultimo farol em Halfirien.

Erelas, o quarto farol a partir de Minas Tirith.

Minrimmon, o quinto farol.

Calenhad, o sexto dos faróis de Anórien.

Halfirien, a palavra rohirrim para Montanha Sagrada, mas em sindarin era chamado de Amun Anwar, o monte do temor, que era causado pelo temor que o tumulo de Elendil, lá secretamente situado, causava. Era, antes do juramento de Cirion e Eorl, o local central de Gondor, e era também o farol mais alto. Em 2510 ou 2511 T.E. os ossos de Elendil foram levados para Minas Tirith, mas o túmulo continuou a ser um local sagrado.


Este artigo foi escrito por Glorfindel